Edição 2021 em epaper
 
 
Jornal de Negócios
Nova Pesquisa
     
   
   
   
  Início
  Editorial
   
 
   
 
 
 
 
O que quer a ASAP 24-02-2022
O ano de 2022 inicia-se, quase, com a entrada em funções do novo Governo, pelo que se entende de juntar aos desejos para 2022, alguns desafios para o Dr. António Costa e os seus ministros.
É certo que ainda é cedo para tecer comentários sobre a sua atividade. Mas, seja como for, temos já algumas certezas positivas e outras tantas esperanças para este mandato governativo que agora começa. ...In Anuário 2022
Ver documento Documento
 
A previdência social dos advogados 24-02-2022
Durante muitos anos os advogados conviveram pacificamente com a existência com um regime de previdência próprio, assegurado pela Caixa de Previdência dos Advogados e Solicitadores (CPAS). Esse consenso foi quebrado pelo atual Regulamento da CPAS, aprovado pelo Decreto-Lei 119/2015, de 29 de junho, que estabeleceu contribuições muito mais gravosas, ao mesmo tempo que cortava brutalmente o valor das pensões futuras. ...In Anuário 2022
Ver documento Documento
 
Assegurar o presente e preparar o futuro 24-02-2022
A Caixa de Previdência dos Advogados e Solicitadores (CPAS) é uma instituição de previdência sustentável e fortemente comprometida com a defesa dos interesses sociais e económicos de longo prazo das classes profissionais que representa. A Direcção da CPAS tem conseguido compatibilizar o imprescindível suporte legal e financeiro para decisões de alargamento da sua missão original, com a necessária racionalidade e equilíbrio dos processos de criação de novas responsabilidades financeiras, visando antecipar e resolver os problemas e interpelações propostas pela rápida evolução da comunidade de Advogados, Solicitadores e Agentes de Execução. ...In Anuário 2022
Ver documento Documento
 
Incógnita da Crise 08-04-2021
O ano que agora fecha trouxe efeitos devastadores e transversais. E se o arranque de 2020 dava sinais promissores, o choque com a pandemia travou a fundo o mundo, as empresas e os negócios, colocando uma maior pressão também sobre o setor da advocacia. Apesar da resistência demonstrada pelas firmas de advogados, o futuro é ainda de incerteza.
Um fenómeno, aliás, transversal a todas as áreas. E como a advocacia não é uma ilha, é natural que se ressinta dos efeitos de uma retoma ainda incerta.
Sendo o setor das fusões e aquisições (M&A) um dos mais rentáveis no negócio da advocacia, será também o elo da cadeia mais ‘castigado’. A vitalidade económica e o pleno funcionamento da economia e das instituições é por isso um fator essencial. ...In Anuário 2021
Ver documento Documento
 
   
 
Página 2 de 25. << Anterior | Posterior >>