Edição 2020 em epaper
 
 
Jornal de Negócios
Nova Pesquisa
     
   
   
   
  Início
  Editorial
   
 
   
 
 
 
 
Entrevista ASAP 27-02-2020
Fotografia O regresso dos encontros anuais, desta vez sob o tema “O Futuro da Advocacia”, a imagem das sociedades de advogados junto da opinião pública ou o recorrente tema do regime fiscal dos profissionais organizados em regime societário marcam esta conversa com José Luís Moreira da Silva. O novo presidente do Conselho Diretor da Associação das Sociedades de Advogados de Portugal (ASAP) explica o que está em causa e aponta as prioridades do mandato.
O novo conselho diretor da ASAP, a que preside, está em funções há relativamente pouco tempo. Qual foi a vossa prioridade nesta fase inicial do mandato?
Temos vindo a realizar o que nos tínhamos proposto no início do mandato, que era contactar com todos os nossos associados do Norte, não só no Porto, mas também Braga, Guimarães, bem como em algumas comarcas limítrofes. O objetivo é mostrar que já estamos em plena atividade e que podem contar connosco. Também já fizemos uma reunião em Lisboa, que é onde há mais associados da ASAP. E procurámos marcar reuniões com várias entidades do sistema judiciário. Também pedimos uma reunião com o nosso novo bastonário e marcámos um encontro com a nova direção da Caixa de Previdência dos Advogados e Solicitadores.
Um dos propósitos anunciados é o de retomar a realização dos encontros anuais ASAP. Tal será possível já em 2020?
O nosso propósito é que a iniciativa seja retomada já este ano, no Centro Cultural de Belém. Estamos a avaliar se será em junho ou julho, ou se passaremos para depois do tradicional período de férias. Já temos um ‘key note speaker’ de relevo e o tema do encontro será o futuro da advocacia. ...In Anuário 2020
Ver documento Documento
 
Voltar